DIY, Gosto/Não gosto, Like/Don't Like

Hygge como Presente

Follow my blog with Bloglovin

Scroll down for English version

Há pouco mais de um ano, tive o enorme prazer de ler o Livro do Hygge, de Meik Wiking, e fiquei fascinada! Trata-se de um livro que partilha o segredo do povo mais feliz do mundo, os dinamarqueses, e que consiste em apreciar os prazeres da vida. Hygge, que se pronuncia “huga”, é como que uma sensação de aconchego, um “quentinho” na alma. E é tão simples de alcançar: beber um chá, com uma mantinha e umas velas acesas; um encontro com a família e os amigos; ler um bom livro…

Por isso, achei que era a minha “carinha” transformar o Hygge em presentes: sacos, caixas ou cestas, com um pouco daquilo que dá vida ao hygge. É um verdadeiro festival para os sentidos, cheio de aromas, sabores, texturas e cores, sem, claro está, nunca esquecer a luz.

Assim, decidi partilhar um DIY um pouco diferente. Diferente apenas porque não é totalmente feito por mim. Mas incluí algumas coisinhas que fiz, para um toque mais personalizado, tais como cremes, esfoliantes e sabonetes. E, claro, uma vela, um chá e uma guloseima 🙂

Ficam então aqui algumas ideias que podem ser facilmente recriadas. Espero que gostem!

20180802_184653815583814.jpg20180802_1848131300053611.jpg20180802_184527998214885.jpg20180802_184441925030883.jpgDSC_4502 (2)

Hygge as a Gift

A little over a year ago, I had the great pleasure of reading the Book of Hygge, by Meik Wiking, and I was fascinated! It’s a book that shares the secret of the happiest people in the world, the Danish, and that is enjoying life’s simple pleasures. Hygge, which is pronounced “huga”, is like a cozy feeling of “warmth” in your soul. And it is so easy to achieve: to be wrapped up in a blanket with a cup of tea and some candles burning; to get together with family and friends; to read a good book…

And I thought it would be “so me” to turn Hygge into gifts: bags, boxes or baskets, with a little of brings hygge to life. It is a true feast for the senses, with lots of scents, flavors, textures and colors, without ever forgetting the light.

So I decided to share a somewhat different DIY, simply because it wasn’t entirely made by me. But I have included some pieces I’ve made though, for a more personalized touch, like lotions, body scrubs and soaps. And, of course, a candle, some tea and a treat 🙂

Here are some ideas that can easily be recreated. I hope you like it!

Anúncios
Gosto/Não gosto, Like/Don't Like

Compras Pré-Férias

Follow my blog with Bloglovin

Scroll down for English version

Não quero fazer inveja a ninguém, juro! Mas no que toca a fazer malas, já me tornei PRO, depois de 11 anos a fazer o trajeto Lisboa-Braga, para ir passar o fim de semana a Terras de Bouro. Mesmo assim, na hora de fazer a mala para as férias, acaba por faltar sempre alguma coisa. Ou é algo que achávamos que tínhamos do ano anterior, mas não encontrámos, ou que afinal já acabou, ou é uma novidade gira que queremos experimentar 🙂 . Por isso, vou partilhar aqui as compras pré-férias para este ano, enquanto ouço a chuva a bater no vidro… Espero que gostem!

1ª foto – conjunto completo de comprinhas 😉

2ª foto – #Primark:

  • 3 calções de praia
  • 2 tops básicos de alças
  • escova de viagem
  • kit de escova e pasta de dentes de viagem
  • pincel de pó solto (esqueci-me do meu…)
  • garrafa reutilizável
  • toalha de praia

3ª foto – #Women’s Secrets:

  • 2 partes de baixo de biquíni
  • saco de viagem

4ª foto – #Sephora:

  • kit de viagem para o rosto da #Belif
  • BB Cream da #Erborian
  • esfoliante Original Coffee Scrub da #Frank Body
  • máscara de noite para o cabelo da Sephora
  • máscara para os pés da Sephora

5ª foto – #Rituals:

  • desodorizante
  • esfoliante corporal (amostra grátis)

20180628_202319734188274.jpg20180628_202224150716536.jpg20180628_202128482542359.jpg20180628_2021481238986775.jpg20180628_202103742435283.jpg

Pre-Vacation Shopping

I don’t mean to make anyone jealous, I promise!!! But when it comes to packing, I’ve become a PRO, after 11 years of traveling back and forth between Lisbon and Braga, to spend the weekend in Terras de Bouro. But even so, when it was time to pack for my vacation, something always ends up missing. It’s either something we thought we had from the previous year, but we can’t find, we have already finished using, or it’s something new and cute that we want to try out 🙂 . So, I’m going to share with you my pre-vacation shopping for this year, while listening to the rain against the window… I hope you like it!!!

1st photo – full ensemble of goodies 😉

2st photo – #Primark:

  • 3 beach shorts
  • 2 basic tops
  • travel-size brush
  • toothbrush and paste travel kit
  • powder brush (I forgot mine…)
  • reusable bottle
  • beach towel

3rd photo – #Women’s Secrets:

  • 2 bikini bottoms
  • travel bag

4th photo – #Sephora:

  • facial travel kit by #Belif
  • BB Cream by #Erborian
  • Original Coffee Scrub by #Frank Body
  • hair sleeping mask by Sephora
  • foot mask by Sephora

5th photo – #Rituals:

  • deodorant
  • body scrub (free sample)

 

Gosto/Não gosto, Like/Don't Like

Não Gosto de Ginásio

Follow my blog with Bloglovin

Scroll down for English version

Não vale a pena… Eu juro que já tentei de tudo: todo o tipo de exercícios, horas do dia, espaços, máquinas, aulas… Não dá mesmo. Mas eu queria gostar, a sério!!! De todas as vezes que fui, dei tudo por tudo, esforcei-me, suei a camisola (e tudo o mais que tinha vestido), até cheguei a cair literalmente para o lado. Mas não gosto. Não gosto mesmo nada. Não me dá prazer nenhum. Adorava ser como as pessoas que vivem para o ginásio e que já não imaginam um dia sem lá ir. Mas para mim é um sofrimento atroz, um sacrifício de proporções épicas, um… OK, estou a exagerar. Mas não gosto mesmo nada (não sei se já tinha dito).

color colour fitness health
Photo by Pixabay on Pexels.com

I Don’t Like the Gym

It’s pointless… I swear that I’ve tried everything: every type of exercise, time of day, place, machine, class… It won’t work. But I wanted to like it, seriously!!! Every time I went to the gym, I gave it my all, I worked hard, it was all sweat and tears (ok, just sweat – a lot of it), and I even literally dropped to the floor. But I don’t like it. I really, really don’t. It does nothing for me. I would love to be like those people who live for the gym and can’t imagine a day without going. But to me it is an atrocious suffering, a sacrifice of epic proportions, a… OK, maybe I’m overreacting. But I really, really don’t like it (I don’t know if I’ve mentioned it yet).